Pare de acreditar no governo: O triste declínio político do Brasil

Pare de acreditar no governo” simplesmente tem tudo que um bom livro de não-ficção necessita: muita informação, escrita didática, leitura prazerosa, ironia, senso de humor e uma excelente argumentação.

Devo dizer, contudo, que não esperaria nada menos de Garschagen. Ele que é formado em Direito e Mestre em Ciência Política e Relações internacionais (Universidade Católica Portuguesa e Universidade de Oxford) leva o leitor por uma fantástica viagem pela história brasileira em busca da resposta para o que ficou conhecido como “o paradoxo de Garschagen” por meio do livro Pare de acreditar no governo. 

Resumo do livro Pare de acreditar no governo

Por que o mesmo povo que não confia nos políticos e sabe que são, na sua maioria, corruptos insiste em depositar cada vez mais esperança no Estado, conferindo, assim, mais e mais poder a ele? Segundo a obra de Garschagen, a resposta para essa pergunta extremamente complexa começa em nossos primórdios, desde a nossa colonização.

Ele lembra, por exemplo, que os dois representantes da coroa portuguesa deixados pela primeira vez no Brasil eram dois sujeitos que haviam sido exilados de Portugal por haverem cometido um crime digno de sanção penal.

Isso quer dizer que dois criminosos foram deixados aqui com a missão de conhecer os índios para que, no futuro, eles pudessem ser catequizados. Sendo assim, usando as próprias palavras do autor, esses dois criminosos tinham a grande missão de “salvar esta gente”. Qualquer semelhança com os ladrões que vestem ternos e repetem discursos salvadores nos palanques Brasil a fora não é mera coincidência.

No entanto, a grande aventura de Garschagen continua, passando pelo Marquês de Pombal, a chegada da Coroa Portuguesa no Brasil no início do século XIX, a queda da Monarquia, a República Velha, o Varguismo, os governos de FHC e Lula e, finalmente, o primeiro governo Dilma Rousseff.

Enfim, o oitavo capítulo do livro Pare de acreditar no governo resume, de certa forma, a obra e procura apresentar um caminho, que, segundo o autor, é longo e difícil, porém, possível, para que possamos modificar a mentalidade do brasileiro acerca das funções do Estado e, enfim, sermos um país do primeiro escalão mundial.

Nem preciso dizer que se você ainda não leu Pare de acreditar no governo, deve faze-lo com urgência, pois se trata de um livro com potencial para marcar a história dessa nação. É uma leitura obrigatória!